A partir desta terça-feira, a cidade de São Paulo vai ganhar um novo cartão postal. A torre de transmissão da Band, localizada na região da Avenida Paulista, inaugura um sistema de luz própria, projetando diariamente uma iluminação especial. “A torre é irradiante porque emite luz de dentro para fora. A ideia é que ela se comunique com a cidade, para que não seja um simples monumento”, conta a arquiteta Joana Saad.

A iluminação irradiante utiliza 29.824 leds que podem formar até 16 milhões de tonalidades de capazes de fornecer um verdadeiro espetáculo a céu aberto. A torre que, há 15 anos já faz parte da cena paulistana, acenderá todos os dias ao anoitecer, e exibirá uma marca luminosa no início de cada hora cheia. Nas ocasiões festivas, como Natal, Reveillon, Carnaval e grandes eventos como a Parada Gay, o marco muda de acordo com o clima da cidade. Nestes períodos, os efeitos ganham ainda mais requinte ao emitir um jogo de cor e brilho com a reprogramação da iluminação artística.

O projeto foi idealizado pelo lighting designer Peter Gasper com programação artística de Fábio Ribeiro e apoio técnico de Valdomiro Viana. Peter, que utilizou soluções de iluminação da Philips, explica o processo de transformação: “Trabalhamos com três diferentes sistemas de luz: iluminação do corpo da torre, iluminação das antenas formando uma espécie de ‘ponteira’ no topo e iluminação de efeitos instalada ao longo da torre, permitindo variações de cores e intensidade”. A tecnologia avançada do projeto evita o ofuscamento visual e proporciona maior embelezamento urbano.

A torre de 650 toneladas de metal e aço passou por uma intensa reforma nos últimos dois anos, que envolveu pintura, instalação das luminárias, definição de cores e testes de luz. O efeito decorativo pode ser avistado claramente a cerca de 4 a 5 quilômetros de distância. A estrutura, que totaliza 212 metros de altura, emite sinais de rádio, TV aberta e canais digitais em alta definição do Grupo Bandeirantes.