Uma gigantesca estrutura está sendo armada na Pedreira Paulo Leminski para a estréia da montagem Hércules, das companhias paulistanas Parlapatões e Pia Fraus. Os grupos escolheram o Festival de Teatro de Curitiba para estrear o espetáculo e prepararam uma lista inusitada de materiais: em cena será usado uma carreta com mais de 13 metros, dois andaimes e uma ambulância que comporão o cenário usado por 26 atores.

A história do personagem grego Hércules é resgatada para apresentar os grandes desafios do homem moderno. Ao invés de enfrentar monstros e criaturas fantásticas, o herói se depara com doze desafios envolvendo questões de guerra, economia e conflito de religiões. ?Os desafios do semi-deus são narrados pelo irmão do protagonista, o mortal Iphicles. A proposta é apresentar o ponto de vista de um observador sobre os conflitos e angústias do protagonista.?, conta Hugo Possolo, dramaturgo responsável pela montagem.

O espetáculo marca também o fechamento da primeira fase do projeto de parceria entre Parlapatões e Pia Fraus. O grupo vem desenvolvendo – como parte do Programa de Fomento ao Teatro – oficinas como interpretação, produção e iluminação. Parte deste primeiro grupo formado estará com as companhias em Hércules.

Outro diferencial do espetáculo ? segundo o diretor Beto Andreetta ? é apresentar uma nova concepção de teatro de rua. ?Acreditamos que o conforto do público para assistir à montagem também faz parte do processo. Embora utilizemos elementos de Teatro de Rua, o público ficará acomodado em uma arquibancada de cerca de mil lugares.?, conta. Hércules estará em cartaz nos dias 18, 19 e 20 de março, às 20h30, na Pedreira Paulo Leminski.