O Museu Oscar Niemayer (MON) iniciou ontem a mostra Anni e Josef Albers Viagens pela América Latina, que conta com aproximadamente 350 obras do acervo da fundação norte-americana que leva o nome do casal de artistas.

Curitiba foi escolhida para ser a primeira cidade do Brasil a receber essa exposição, conforme relata a curadora Brenda Danilowitz. ?A capital paranaense foi selecionada porque a presidente do MON, Maristela Requião, encontrou com pessoas ligadas à nossa fundação na embaixada dos Estados Unidos. Ela se interessou pelo conteúdo das obras e em julho do ano passado começou a negociar para trazer essa mostra. Ela insistiu bastante e conseguiu trazer o trabalho desses artistas para o MON?, diz.

A curadora explica o que o público irá encontrar. ?O interessante é que as pessoas poderão ver dois ótimos artistas que não são muito conhecidos pela massa. Eles são famosos pelo pessoal da área de design e arquitetura, uma vez que ambos tiveram ligação com a Escola Bahaus. Acredito que essa seria uma boa chance de torná-los mais populares?, afirma.

Ela destaca ainda a variedade nos trabalhos do casal. ?Na exposição o público poderá apreciar gravuras, fotos, pinturas em telas e tecidos, entre outros. Eles viajaram diversas vezes para o Peru, Chile, Cuba e México e produziram um material riquíssimo de cultura e detalhes, que mostram a história de amor do casal pela América Latina. O interessante é que principalmente Anni rejeitava a tradição européia da arte e produzia um material com muita originalidade e qualidade única?, revela.

A exposição será realizada até o dia 24 de agosto e tem o patrocínio da Copel, com apoio da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, The Josef and Anni Albers Foundation, Ministério da Cultura e Governo do Paraná.