Estreia hoje a versão para televisão do filme Serra Pelada. Apesar de já ter estado na telona, a minissérie chega com novidades. “No processo de montagem, tivemos que fazer escolhas. Algumas cenas muito boas não couberam no filme e estão na tevê, com outra dinâmica”, afirma o diretor Heitor Dhalia.

Sophie Charlotte é quem mais surpreende na produção. Fazendo uma personagem muito diferente das que está acostumada a viver nas novelas, a atriz interpreta a prostituta Tereza, arrancando elogios de Dhalia. “Ela estava em Nova Iorque e fez o teste pela internet. Quando rolou esse papo, já vi que ela faria o filme. Ela arrasou”, afirma o diretor.

E o colega Matheus Nachtergaele complementa: “Fizemos algo ousado, mas ela estava totalmente disponível artisticamente”. A atriz, por sua vez, também comenta a experiência. “Busco me reinventar como atriz, sair da minha zona de conforto, do que as pessoas julgam conhecer de mim e do meu trabalho”.

Mesmo nas cenas de nudez, ela garante que não houve desconforto. “Não houve constrangimento. Fiz sem julgar a personagem”, diz. Além de Matheus e Sophie, também fazem parte do elenco Julio Andrade e Juliano Cazarré, que vivem os amigos de infância Joaquim e Juliano, respectivamente. Os dois saem de São Paulo rumo ao Pará, por conta da “febre do ouro” durante a década de 1980.

“O filme mostra como o ouro afeta as relações humanas. O Juliano tem como meta ganhar muito dinheiro. Como não pode morrer, ele mata primeiro”, explica Cazarré. A produção ainda conta com Wagner Moura. A minissérie vai ao ar depois de Big Brother Brasil.