O vocalista da banda Ira!, Nasi, divulgou um pedido de desculpas pelas más condições em que se apresentou no último sábado, 5. O grupo fez um show no O Kazebre, na zona leste de São Paulo, e muitos fãs relataram que o cantor estava bêbado.

“Ontem foi uma noite atípica”, diz Nasi no vídeo. Ele afirma que o grupo tinha feito um show antes, em Ribeirão Preto, e que ele tinha bebido muito no intervalo de tempo entre essa apresentação e o início do show na capital paulista, às 2h da madrugada.

Além disso, ele diz ter sido picado por um animal peçonheto e não deu a devida atenção ao problema, o que teria agravado o mal-estar.

“Eu peço desculpas. Prometo que isso nunca mais vai acontecer, peço desculpas a todos os fãs, espero retribuir em outras apresentações”, diz. Ele também agradece a todos os integrantes da banda que “seguraram a onda” dele.

Na apresentação da música Eu Quero Sempre Mais, é possível ver o vocalista sentado na maior parte do tempo, quase sem cantar.

Decepção. No domingo, quem estava na apresentação fez comentários negativos na página do O Kazebre no Facebook. Nasi estava “sem condições de cantar e nem de ficar em pé”, disse uma pessoa.

Segundo os relatos, os outros integrantes da banda tentaram ‘salvar’ o show, principalmente o guitarrista Scandurra. Algumas pessoas também falaram que a apresentação começou tarde e, na saída, uma fila se formou na bilheteria do local para reclamações.

“Fiquei muito triste em constatar que talvez eu nunca mais assista um bom show do Ira!. Que tristeza constatar que aquele vigor e presença de palco típicos do Ira! podem ter sido deixados definitivamente no passado”, comentou outra pessoa.

Na página, as pessoas pedem reembolso pelo show que, segundo elas, não aconteceu. “Se viram a situação dele, por que permitiram o ‘show’? Não seria mais adequado e honesto cancelar o evento e devolver o dinheiro? “, questionou uma fã.

A banda interrompeu a carreira em 2007 devido a desentendimentos entre os integrantes. O retorno foi anunciado em 2014.

O Estadão Conteúdo entrou em contato com a casa de shows para um posicionamento, mas não recebeu retorno até a publicação desta nota.