O cineasta Woody Allen, de 66 anos, foi anunciado hoje como o vencedor do prêmio Príncipe de Astúrias de Artes. Ao revelar sua decisão, o júri citou o ?grande talento criativo? e ?afiado senso crítico? do cineasta, autor de 32 filmes, e o destacou como figura-chave da história do cinema. 
É a segunda vez que um americano leva o prêmio, no valor de cerca de US$ 47 mil. Antes dele, apenas a soprano Barbara Hendricks havia sido lembrada. 
Uma assessora de Allen, na Europa, informou que o diretor de Hanna e Suas Irmãs e Noivo Neurótico, Noiva Nervosa se sente lisonjeado e é grato pela homenagem. Disse também que o diretor irá receber o prêmio na cerimônia que acontece em outubro, em Oviedo, no norte da Espanha. 
Allen é famoso por recusar convites para festivais e cerimônias, mas só este ano já fez duas aparições surpreendentes  uma no Oscar, outra em Cannes, onde promoveu a estréia mundial de Hollywood Ending. 
 O prêmio Príncipe de Astúrias é realizado anualmente e tem oito categorias: literatura, ciência, esportes, artes, humanidades, cooperação internacional, paz e comunicações. (AE-AP)