Brasília – A escritora Zélia Gattai, 92 anos, filha de imigrantes italianos e viúva do escritor baiano Jorge Amado, foi contemplada neste domingo, em Salvador, com o prêmio "Grande Ufficiale dell’Ordine della Stella della solidarietà Italiana", um importante reconhecimento da Itália ao trabalho e história da escritora.

A homenagem, em nome do Presidente da República italiana, Giorgio Napolitano, foi feita pelo embaixador da Itália no Brasil, Michele Valensise, em razão dos méritos literários de Gattai e pela "orgulhosa defesa de suas raízes italianas".

Ao entregar o prêmio de "Grande Oficial", o embaixador Valensise lembrou o perfil humano e literário da escritora, descrevendo-a como "testemunha e protagonista dos maiores eventos literários e culturais no Brasil ao longo da segunda metade do último século; uma mulher dotada de forte poder de convencimento, de grande tolerância e de sutil ironia".

O embaixador destacou particularmente a proximidade de Zélia com suas origens italianas e com a própria língua italiana.

A escritora, ainda em recuperação de uma recente intervenção cirúrgica, mostrou-se bastante comovida pelo reconhecimento recebido da Itália. Gattai falou sobre o seu período de infância e sobre os longos anos em "refúgio" com o escritor baiano.

"[Jorge Amado] foi uma estrela por toda minha vida; agora estou muito contente, porque de lá de cima me mandou essa belíssima estrela italiana, que levarei com orgulho, e pela qual agradeço de coração ao presidente [Giorgio] Napolitano".

A cerimônia ocorreu na casa de Zélia Gattai, onde viveu por várias décadas com Jorge Amado, e teve a presença de várias personalidades da arte e da literatura brasileiras.

A escritora, nascida na cidade de São Paulo em 1916, é conhecida por livros como "Anarquistas, graças a deus" (1979), "Um chapéu para viagem" (1982) e "Città di Roma" (2000), traduzidos a várias línguas e também ao italiano, e dedicados, em parte, à história da imigração italiana no Brasil e à vida passada ao lado de Jorge Amado.

Desde 2001, Gattai faz parte da Academia Brasileira de Letras.