De música a música, show a show, o tempo foi passando e eles quase não se deram conta de que completaram 25 anos de carreira. As bodas de prata da dupla Zezé Di Camargo e Luciano vão ser comemoradas em dois shows, nesta sexta-feira (2) e sábado (3), em Curitiba. Eles prometem duas apresentações lindas, cheias de sucessos.

“Somos fãs e admiradores de Curitiba. Pela cidade, que é um exemplo para o Brasil em termos de organização, limpeza. O público também nos surpreende a cada vez. Tocar em Curitiba é sinônimo de casa cheia”, disse Zezé em entrevista à Tribuna do Paraná.

No repertório, bagagem que os irmãos carregam com mais de 40 milhões de cópias vendidas, muito sucesso. “O público pode esperar uma apresentação

Foto: Lucas Sarzi.
Foto: Lucas Sarzi.

linda em comemoração aos nossos 25 anos, com canções que marcaram a história da dupla e com algumas atuais. Estamos ansiosos”, comentou Luciano.

Entre as que não podem faltar estão as novas Se for pra Judiar e Eu e Você. Mas uma das canções da dupla que não pode faltar e que eles compartilham como a preferida também entra. “É difícil escolher uma em um repertório tão rico ao longo de 25 anos. Mas, a música que mudou a nossa vida e a da nossa família e nos mostrou para o Brasil, sem dúvidas, será sempre a preferida: É o Amor, o começo de tudo”, compartilhou Zezé.

Top5

Mesmo após tanto tempo de carreira e com o surgimento de muitas outras duplas, a história dos irmãos se mantem tão sólida, que continuam na lista Top5 dos mais tocados nas rádios. “É um privilégio, mesmo com tantos anos e com tanta gente boa no mercado, dividirmos cena com eles. A música nem é a principal peça para se manter. É um negócio, que você tem que reaquecer como qualquer outro. Eu sempre falo que não sou cantor, sou operário da música. Então você tem que estar trabalhando o tempo todo naquilo. Acho que talvez esteja aí o nosso ‘segredo’”, considerou o irmão de Luciano.

Considerando os 25 anos de história, se pudesse fazer um balanço de todo o tempo de carreira, a dupla seria simples em dizer que acertaram. “Sem dúvidas, diríamos que foi tudo muito positivo. Temos uma carreira linda com erros e acertos. É difícil precisar o motivo do sucesso. Acho que não existe um segredo. Se existisse, seria uma fórmula que a gente poderia até vender (risos)”, finaliza Luciano.

Serviço

O show de sexta-feira, no Victoria Villa (que fica na Avenida Victor Ferreira do Amaral, 2291, Tarumã), começa às 23h59 e varia de R$ 63 a R$ 118. Já o de sábado, no Teatro Positivo (na Rua Pedro Viriato Parigot de Souza 5300, Campo Comprido), começa às 21h30 e o valor varia de R$ 98 (meia-entrada) a R$ 648 (inteira), de acordo com o setor.

Foto: Lucas Sarzi.