Um documento contendo 11,5 mil assinaturas foi entregue hoje ao secretário estadual de Segurança Pública, Marco Antonio Berbere, pedindo mais segurança à região central de Curitiba. Segundo o professor de línguas estrangeiras João Galdino de Souza, que encabeçou o abaixo-assinado, quatro entre dez pessoas que assinaram a lista já foram assaltadas. As principais vítimas são idosos e mulheres.
?Estamos pedindo providências urgentes para o reforço da segurança no Anel Central de Curitiba, onde muita gente mora, trabalha?, explicou o professor. O abaixo-assinado começou a ser assinado há dois meses. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)