A ressaca pela goleada sofrida na final do Campeonato Mineiro ficou marcada por más notícias no Cruzeiro. Os dirigentes pretendiam diminuir o impacto da derrota por 4 a 0 no clássico e a iminente perda do título estadual com o anúncio da contratação do técnico Abel Braga – para o lugar de Paulo Autuori, que se demitiu ainda no vestiário do Mineirão acusando o time de falta de ?vergonha?. O treinador campeão do mundo com o Internacional, porém, conversou na tarde desta segunda-feira (30) com o presidente Alvimar de Oliveira Costa e recusou o convite.

Abel disse que sua prioridade é a negociação com dois clubes europeus que já lhe fizeram propostas. Ele também estuda um convite para trabalhar nos Emirados Árabes a partir de junho.

Como costuma ocorrer nesses casos, os torcedores exigem mudanças e já se mobilizam. A Máfia Azul, maior torcida organizada da Raposa, convocou em sua página na internet os associados para uma manifestação, amanhã pela manhã, em frente à Toca da Raposa II.

Com a recusa de Abel, outros dois nomes já estão sendo cogitados na Toca da Raposa: Adilson Batista, que está no futebol japonês, e Dorival Júnior, que disputa a final do Paulista com o São Caetano. Oficialmente, o clube mineiro não confirma nenhuma negociação ou interesse.