Aumentar as exportações para 30 milhões ou mais de sacas de café por ano e o consumo interno para 16 milhões de sacas é a expectativa da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), a ser atingida até 2005. Hoje, as exportações estão em 25 a 26 milhões (a grande maioria das vendas externas é do produto em grão) e o consumo interno em 13,5 milhões de sacas. Para atingir o objetivo, a Abic apresentou um plano de trabalho para o Ministério da Agricultura, em que destaca, entre outros pontos, a necessidade de o Brasil ser mais agressivo na busca de mercado internacional, divulgando a qualidade do produto nacional lá fora; e fazendo propagandas para resgatar o consumo interno que se dirigiu para refrigerantes e outras bebidas.

O presidente da Abic, Guivan Bueno, apresentou números e falou sobre o mercado de café durante o 11º Encontro Estadual de Café, realizado hoje (09/04/03), dentro da programação técnica da 43ª Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina. “Acreditamos que podemos alcançar facilmente esses números através de uma campanha de valorização do nosso produto”, destaca.