Associação Brasileira de Máquinas e Equipamentos (Abimaq) pediu hoje à Receita Federal que libere os cerca de 3 mil contêineres retidos com produtos irregulares. Segundo maior setor industrial no ranking exportador de 2003, a indústria de máquinas teme que a falta de caixas para transporte de grandes cargas limite o resultado das vendas externas neste ano. “A escassez de contêineres é mais um estrangulamento logístico para as exportações”, disse o presidente da entidade, Newton de Mello. A falta de cofres de carga prejudica o cumprimento dos prazos de entrega dos produtos brasileiros, aumenta as despesas de armazenagem e os custos com transportes, segundo o executivo. Para a Abimaq, a liberação das caixas retidas é uma alternativa para diminuir os impactos negativos da logística sobre as vendas externas.

As exportações representam mais de 40% da produção do setor. Até julho, as vendas externas cresceram 33% sobre o mesmo período do ano passado. Em 2003, as exportações já haviam aumentado 33,5% para US$ 4,9 bilhões.