Técnicos do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) atenderam, nesta desta quinta-feira (05), um acidente próximo ao município de Imbaú, região central do Estado, e que provocou o derramamento cerca de três mil quilos de emulsão asfáltica – produto usado na confecção da capa asfáltica – no Rio Limeira.

Um caminhão que transportava 30 mil quilos do produto tombou no quilômetro 403 da BR-376, que liga o município de Imbaú a Ortigueira, provocando o vazamento de cerca de 10 mil quilos de emulsão asfáltica na estrada. Em contato com o ar, o produto se solidifica.

De acordo com o presidente do IAP, Rasca Rodrigues, grande parte do vazamento ficou retida na vegetação da encosta da rodovia. ?Estima-se que cerca de 30% do volume derramado tenha atingido o rio, ou seja, aproximadamente três mil quilos que se solidificaram e afundaram?, explicou.

Segundo Rasca, os técnicos orientaram a instalação de barreiras de contenção no rio Limeira para que o produto não atingisse o rio Imbaú. Os rios fazem parte da bacia de abastecimento do rio Tibagi . De acordo com a avaliação da Sanepar, não haverá comprometimento da captação de água.

Os técnicos permanecem no local do acidente e no rio Limeira orientando a recuperação da área e levantamento dos danos ambientais. Após conclusão do laudo, será definida a autuação. Multas para danos ambientais podem variar de R$ 500 a R$ 50 milhões e nestes casos a responsabilidade recai sobre a transportadora e a proprietária da carga.