Brasil, Índia e África do Sul deverão firmar ainda no primeiro trimestre um acordo trilateral para facilitar a cooperação na área agrícola. A expectativa é de que seja assinado memorando de entendimentos em março, durante reunião sobre reforma agrária que ocorrerá no Brasil. A informação é do diretor do Departamento de Acordos Sanitários e Fitossanitários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Odilson Ribeiro.

Ele participou nos dias 18 e 19 de janeiro, em Nova Delhi, da primeira reunião do Grupo do IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) para discutir temas de interesse com vistas à cooperação. Ribeiro integrou a missão brasileira chefiada pelo secretário-executivo do Mapa, Luís Carlos Guedes Pinto, que também esteve na Rússia, no dia 23, para negociar a liberação das importações de carnes brasileiras.

Em Nova Delhi, a missão também participou de reunião no Ministério da Agricultura indiano para avaliar o andamento de análises de risco de produtos vegetais a serem exportados pelos dois países. Segundo Ribeiro, o Brasil quer fornecer para a Índia frutas como maçã, uva e melão. Pelo lado indiano, o interesse é exportar para o mercado brasileiro trigo e arroz.

As informações coletadas durante a reunião serão utilizadas na reunião da Comissão Mista Brasil e Índia, que acontecerá nos próximos dias 01 e 02 de fevereiro em Brasília.

Rússia

A missão brasileira também foi a Moscou para apresentar às autoridades do Serviço de Supervisão Sanitária e Fitossanitária da Rússia informações sobre a ocorrência de febre aftosa no Brasil.

A Rússia é o principal importador de carnes brasileiras. Em função dos focos de aftosa confirmados no Mato Grosso do Sul e no Paraná, a Rússia suspendeu as compras de carnes de oito estados (MS, PR, RS, SC, MT, GO, SP e MG).

Odilson Ribeiro avaliou que a reunião ?foi muito cordial e deixou transparecer que as barreiras impostas à exportação de carnes brasileiras (suínas, bovinas e de aves) serão flexibilizadas em breve?. Além disso, o governo russo aceitou a criação de um comitê conjunto que tratará de temas de interesse mútuo em agricultura. ?Esperamos que dessa forma os problemas que possam ocorrer em relação ao comércio bilateral de produtos agrícolas sejam minimizados?, enfatizou o diretor.

O diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa, Jorge Caetano, e secretário de Agricultura do Rio Grande do Sul, Odacir Klein, participaram da reunião da missão brasileira em Moscou. (Mapa)