As vendas à vista cresceram 18% e as vendas a prazo, 11,6%, na primeira quinzena de junho na cidade de São Paulo em relação a igual período de 2010, informou hoje a Associação Comercial de São Paulo, de acordo com dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito/Cheque (SCPC Cheque), que mede os negócios à vista, e do SCPC, que mede as vendas a prazo.

Em nota, a ACSP lembrou que neste ano o feriado de Corpus Christi cai na segunda quinzena de junho, o que resulta em um dia útil a mais na primeira quinzena (o feriado havia sido na primeira quinzena no ano passado). Após ajuste pela média diária, é possível observar que as vendas à vista crescem 8,9% e as a prazo, 3%, “em virtude das vendas de roupas, ainda beneficiadas pela onda de frio”.

Em nota, a entidade informou ainda que, também pelo chamado efeito calendário (um dia a mais na primeira quinzena de junho), os registros recebidos de inadimplência aumentaram 16,4% na quinzena em relação ao mesmo período de 2010, enquanto registros cancelados ou renegociações de crédito cresceram 8,2%, na mesma base de comparação, o que, de acordo com a ACSP, reflete as medidas do governo para controlar o crédito.