Nos últimos 30 dias a Guarda Municipal de Curitiba deteve mais 16 pichadores. No ano, são 48 pessoas flagradas quando poluíam muros de residências e fachadas de estabelecimentos comerciais e prédios públicos. Dos detidos, 38 (79,17%) eram menores de idade, e dez (20,83%), adultos.

As últimas detenções ocorreram na terça-feira na Praça Zumbi dos Palmares, no Pinheirinho, e no Centro de Educação Integral (CEI) Bela Vista do Paraíso, no bairro Boa Vista. No primeiro local foram flagrados quatro adolescentes promovendo pichações. Já no Centro de Educação Bela Vista foi detido um adolescente que pichava a parede do refeitório com pincel atômico. Os quatro menores foram encaminhados à Delegacia do Adolescente.

Desde setembro de 2002, quando a Prefeitura lançou o programa Curitiba Cidade Limpa, através da Secretaria da Defesa Social, 149 pessoas foram detidas e levadas a Delegacias de Polícia ou à Delegacia do Adolescente.

Os números indicam diminuição de adultos detidos e aumento de menores praticando esse tipo de infração. Em 2002, das 51 pessoas flagradas, 27 (52,94%) eram maiores, e 24 (46,06), menores. O quadro começou a mudar em 2003, quando foram detidos 50 pichadores, sendo 19 (38%) adultos e 31 (62%) menores.

Em 2004 foram detidos dez adultos (20,83%), e 38 menores, 38 (79,17%). Dos 149 detidos desde o lançamento do programa, 56 (37,58%) são maiores de idade e 93 (62,42%), menores.

Para diminuir a pichação, entidades, comerciantes, moradores e estudantes de Curitiba estão ajudando a Prefeitura de diferentes maneiras.

A Associação dos Condomínios Garantidos do Brasil, uma organização não-governamental, por meio de palestras discute o assunto em sala de aula. Mais de 40 mil alunos de ensino fundamental e de 2º grau já participaram dos debates. Em junho último, com apoio de 100 alunos de escolas da Vila Hauer, a entidade conseguiu despoluir toda a extensão da travessa da Lapa, no centro da cidade. A associação mantém um zelador para evitar que a via volte a ser pichada.

Já a Fundação Cultural de Curitiba oferece cursos de grafitagem nas Ruas da Cidadania, incentivando a criatividade dos adolescentes em trabalhos nas escolas e em locais autorizados pelos proprietários.

As denúncias contra ações de pichadores podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Municipal), 156 (Central de Informações da Prefeitura), e 190 (Polícia Militar).