O presidente da Câmara dos Deputados e governador eleito de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), disse há pouco que ainda é possível mudar a data da posse do novo presidente da República de 1º de janeiro para 6 de janeiro e a dos governadores eleitos para 5 de janeiro. Para fazer a mudança  segundo o deputado, é necessária a concordância de todos os partidos, e ele disse que as principais legendas da Câmara já concordaram com a alteração.  Aécio disse que falou sobre o assunto, hoje, com o presidente Fernando Henrique Cardoso e relatou que este afirmou não se opor à mudança da data, ?até porque essa é uma decisão soberana do Congresso?. O deputado informou também que hoje foi instalada a comissão especial da Câmara que discute a emenda constitucional sobre o assunto. Em dez sessões, segundo Aécio, é possível aprovar um parecer na comissão e levar a emenda a votação no plenário.