Fontes da Aeronáutica confirmaram nesta quarta-feira (18) o último diálogo entre o Cindacta-1, o Centro Integrado de Defesa Aéreas e Controle do Tráfego Aéreo de Brasília, e os pilotos do Legacy, Joe Lepore e Jan Paladino, no dia 29 de setembro. O contato ocorreu 94 quilômetros antes de o Legacy passar por Brasília, que corresponde a sete ou oito minutos antes de chegar à altura da vertical da capital federal, e cerca de uma hora antes do choque entre as duas aeronaves.

O delegado da Polícia Federal, Renato Sayão, que investiga o acidente, permaneceu na sede do Cindacta 1 assistindo a todas as cenas que o controle aéreo dispõe desde o início da decolagem do Legacy até o acidente. Ele ouviu todos os diálogos existentes e conheceu todos os controladores de vôo envolvidos no episódio, além de verificar, em loco, como o sistema funciona no País.

Do momento do contato até o acidente se passam cerca de 60 minutos. O controle Brasília tentou falar com os pilotos por sete vezes, sem sucesso. O contato só foi restabelecido quase dois minutos após o choque entre as aeronaves, quando o número de identificação do Boeing da Gol que estava registrado no controle em Brasília se sobrepôs ao número do transponder do Legacy, acionado antes de passar pela capital federal.

O próximo registro que consta nos registros do controle aéreo é que o piloto do Legacy acionou o código 7700, que significava estar em emergência. Em seguida, o Legacy fez contato com um avião da FAB que estava na região, que o ajudou a se comunicar com a torre da Base de Cachimbo para fazer o pouso.

O coronel Rufino Ferreira, responsável pelas investigações na FAB, já está no Brasil, depois de obter sucesso, segundo a Aeronáutica, no trabalho de decodificação das fitas de voz e dados do Legacy e de dados do Gol, em Ottawa. Após esta coleta de dados, eles agora serão cruzados entre si, com as gravações do controle aéreo de Brasília para que tenha em mãos o que os técnicos chamam de "cenário de probabilidade". A Aeronáutica insiste que não há tempo previsto para este trabalho ser realizado. "Será o necessário", informou uma fonte.