Um ?canhão bananeiro? desenvolvido por uma pequena metalúrgica de Andirá para a aumentar a produtividade da cultura da banana nas lavouras da região do Norte do Estado é um dos 54 inventos levantados por técnicos do Ipardes, Iapar e da organização não governamental Deser, dentro do estudo ?Identificação de Gargalos Tecnológicos da Agricultura Familiar ? subsídios e diretrizes para uma política pública?.

O objetivo do estudo, promovido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, foi, numa primeira etapa, levantar demandas e identificar inovações tecnológicas em todas as regiões do Estado, bem como facilitar e assegurar o acesso à propriedade intelectual dos inventos.

Invenções

Outros inventos, alguns já comercializados, que necessitam de mais recursos tecnológicos e de patentes, e que foram identificados no estudo são, entre vários outros, um ?afofador de solo para mandioca?, ?colhedora de milho verde?, ?produção de favo de mel em vidro?, ?raspador de rama de vassoura caipira?, ?secador de plantas medicinais?, ?separador e lavador de café? e ?centrífuga de mel?.

Todos eles foram desenvolvidos por agricultores familiares a partir da necessidade de aumentar a produtividade e a eficiência e de tornar as tarefas executadas na agricultura menos penosas. ?Também demonstram a criatividade do agricultor paranaense?, afirmou o técnico Augusto Guilherme de Araújo, do Iapar.

Os resultados do estudo serão apresentados na próxima reunião do Conselho Paranaense de Ciência e Tecnologia (CCT-PR), informou o secretário Aldair Rizzi. Segundo o secretário, serão definidas nessa reunião as prioridades e os recursos do Fundo Paraná para o próximo ano, ?e a agricultura familiar é uma dessas prioridades?, disse ele.

Rizzi também defendeu a necessidade de a pesquisa científica tecnológica voltada para esse segmento ser desenvolvida no formato ?redes?. A Rede de Inovação e Prospecção para o Agronegócio (RIPA) é uma dessas redes que deverá se integrar ao projeto de fortalecimento da agricultura familiar, adiantou o presidente da Fundação Araucária para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Jorge Bounassar.

Revelações

O estudo, bastante minucioso, levou em conta várias características da agricultura familiar. Segundo o Ipardes, 245 pessoas envolveram-se com esse trabalho, representando 91 municípios, ou seja, 23% do total. O objetivo do governo do Estado é ampliar esse estudo para mais municípios numa fase posterior.

Como fatores inibidores de sucesso, as pragas e as doenças e a baixa produção e produtividade, seguida do manejo e da conservação do solo foram citadas como prioridades no grupo ?produção vegetal?.

No item ?produção animal? foram encontrados 249 problemas a serem solucionados; na agroindústria, 18; já no aspecto ?infraestrutura? a coleta seletiva do lixo na área rural foi uma das sugestões apresentadas pelos agricultores familiares, para melhorar a qualidade de vida nos locais da pesquisa.