A geada de hoje causou prejuízos para os agricultores paranaenses, principalmente na região Sudoeste. Segundo a engenheira agrônoma Vera Zardo, do Deral (Departamento de Economia Rural), o levantamento detalhado das perdas no campo levará alguns dias para ser concluído. Mas as informações preliminares coletadas pelos técnicos da Secretaria Estadual da Agricultura e Abastecimento apontam prejuízos nas plantações de trigo, feijão, fumo e hortaliças.

De acordo com o Deral, o produto mais afetado foi o trigo, principal cultura de inverno no Estado. Nos 27 municípios da região de Francisco Beltrão, no Sudoeste, cerca de 80% das lavouras estavam em fase crítica (emborrachamento e formação de grão). A área plantada soma 70 mil hectares, com estimativa de colher 140 mil toneladas de trigo. Na geada de julho, foram perdidos 20 mil toneladas na região de Francisco Beltrão. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)