O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, anunciou hoje a criação de uma força tarefa para o combate da doença da “morte súbita”, que ataca os laranjais do sul de Minas Gerais e norte do Paraná e São Paulo. A doença ataca árvores com porta-enxertos limão-cravo, que formam 80% do parque de laranjas de São Paulo. A força tarefa será composta por representantes do Governo Federal, dos três estados, da indústria, produtores, sindicatos e órgãos de pesquisas do setor cítrico. De acordo com Roberto Rodrigues, nos primeiros seis meses será realizada uma varredura, árvore por árvore, para identificar a presença do vírus e o seu grau de contaminação, que poderá contar com a colaboração de estudantes universitários e militares do Exército. A partir daí é que a força tarefa definirá as medidas que poderão ser tomadas para combater a doença. Paralelamente, segundo Rodrigues, o governo já está realizando a substiuição dos porta-enxertos limão-cravo.