O município de Alagoa Grande, na Paraíba, inundado pelas águas do Rio Mamanguape, na última quinta-feira, por causa do rompimento da barragem Camará, ainda apresenta problemas com a quantidade de destroços e lixo, informou o prefeito da cidade, Heldon Régis, em entrevista à Rádio Nacional. ?Apesar de sexta-feira iniciarmos a retirada dos destroços, a limpeza urbana está muito aquém da necessidade. E o mais grave é que a presença de animais em estado de decomposição podem ocasionar problemas de saúde pública?, disse.

Nos próximos dias, a população será vacinada, para evitar doenças como a hepatite e o tétano.

O prefeito disse que o abastecimento de água deve ser restabelecido em 10 dias. O município, com cerca de 20 mil habitantes, está sendo atendido por 12 carros-pipa. Segundo Régis, uma empresa irá reativar poços profundos. As duas adutoras que abasteciam o município foram totalmente destruídas.

Heldon Régis avalia que os prejuízos devem chegar a R$ 1,7 milhão. Segundo ele, 300 casas foram totalmente destruídas e há 2 mil desabrigados. ?Na região ribeirinha, de cerca de 30 km, os produtores rurais iam iniciar a colheita e perderam totalmente as plantações?, relatou o prefeito.