Ao criticar o discurso do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que insiste em explorar na campanha à reeleição a divisão do País entre ricos e pobres, o candidato tucano à Presidência, Geraldo Alckmin, afirmou nesta quarta-feira (18) que Lula não pode "estimular" uma divisão do Brasil. "Lula está dividindo o Brasil e este não é o caminho", afirmou Alckmin. Ele deu palestra na Associação Nacional dos Funcionários do BB (Anabb), em Brasília

"Essa divisão do Brasil está errada. O governo não pode estimular isso. Aliás, o presidente Lula foi muito injusto quando ficou criticando São Paulo, que o acolheu. Nós temos que ter a visão do Brasil todo", afirmou. "Temos que unir, não dividir. Vou unir o País todo. Unir para o crescimento. O Brasil não está crescendo. Está caindo a taxa de investimento. Vou investir nas regiões mais pobres. Lula está dividindo o Brasil e este não é o caminho. Como eles não têm projeto, ficam criando boatos e fantasias.