São Paulo – Em resposta às declarações dadas ontem pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que jogou a culpa da má conservação das estradas federais para os governos estaduais, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), considera "péssimo" o trabalho da União com relação às estradas.

"A realidade é que o País está com a infra-estrutura se deteriorando. Você não tem investimentos e a malha piorou muito" afirmou o governador, após a inauguração de mais um restaurante popular Bom Prato, na capital paulista.

Alckmin, entretanto, disse acreditar que as críticas não se referiram a São Paulo, dado que o Estado não tem nenhum convênio de recuperação de rodovias com a União. "Ele não se referiu a São Paulo, porque nós não recebemos nenhum centavo, nadinha", disse, ressaltando, entretanto, que defende a descentralização da gestão das rodovias que cortam o País.

Para Alckmin, os governos estaduais, por conta da proximidade com as estradas, teriam mais condições de fazer um melhor gerenciamento de grande parte da malha rodoviária. "Não é que o Estado seja melhor do que o governo federal, é que ele está mais próximo. O Brasil é um continente. É mais fácil para o governo estadual cuidar melhor das estradas", disse, defendendo ainda a estadualização de algumas "BRs".