O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) rebateu hoje (21) as críticas da oposição, de que seria ?armação política do PSDB?, a denúncia de suposto esquema de extorsão na Prefeitura de Santo André (PT), com o objetivo de financiar campanhas eleitorais do PT. ?Precisa parar com essa história de que tudo é armação política, são fatos. O Ministério Público é um outro poder, é independente, e, após investigar, chegou à conclusões e pede o indiciamento, a prisão de quem acha que tem que pedir?, disse Alckmin.

Para o governador, ao invés de criticar a decisão do MP, os envolvidos no caso deveriam ajudar. Entre funcionários e ex-funcionários da Prefeitura de Santo André, o MP pediu a prisão de seis pessoas. ?Quem está na vida pública deve é colaborar com a investigação, para que não fique dúvida, para que haja justiça, esse é o caminho?, disse Alckmin. ?Não é possível, sempre que houver uma denúncia, colocar o MP sob suspeita.?  Alckmin rejeitou as acusações de que o senador José Serra, candidato do PSDB à Presidência, estaria envolvido na denúncia.