Brasília ? O presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo, disse na tarde de hoje (22) que tem o interesse de votar o mais rápido possível o Estatuto da Igualdade Racial. O pedido para a votação foi feito durante o encontro com os manifestantes da Marcha Zumbi+10.

"Tenho a mais absoluta convicção de que o Brasil só será uma democracia verdadeira, profunda e duradoura quando for uma democracia política, social , econômica e também racial. Quando todos os brasileiros, independente da cor, da condição social, da cultura e da região, tiverem acesso à cidadania", disse o presidente da Câmara.

A representante da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Maria Izabel da Silva, disse que o documento entregue a Aldo Rebelo solicita também à Câmara a votação do Projeto de Lei para a anistia de João Candido, marinheiro negro que comandou a Revolta da Chibata em 1910. "Temos um projeto vindo do Senado e eu assumi o compromisso que, chegando [à Câmara], o projeto será votado", afirmou.

Maria Izabel disse que os manifestantes serão recebidos ainda hoje pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Na audiência com o presidente vamos entregar um documento com uma análise da situação do povo negro no Brasil e apresentaremos as nossas reivindicações, como a titulação das terras quilombolas, o Estatuto da Igualdade Racial, o fim da violência policial contra a nossa população e o fim da intolerância religiosa".