O Ministério da Defesa da Alemanha considerou hoje "absolutamente inaceitável" o fato de um instrutor do exército ter sugerido a um soldado para imaginar que estava diante de negros hostis no bairro nova-iorquino do Bronx enquanto disparava uma metralhadora. A cena foi captado em vídeo e mostrada no sábado na TV alemã.

"Esse comportamento é absolutamente inaceitável e contrário a padrões de treinamento do Exército alemão", afirmou o porta-voz do Ministério da Defesa, Thomas Raabe. Segundo ele, o incidente está sendo investigado e espera-se uma conclusão em duas a quatro semanas.

O subprefeito de Bronx, Adolfo Carrion Jr., exigiu desculpas públicas. O vídeo mostra um instrutor e um soldado em uniforme de camuflagem numa floresta. O instrutor grita para o soldado: "Você está no Bronx. Um furgão preto pára na sua frente. Três afro-americanos saem (do furgão) e insultam sua mãe das piores formas possíveis… Aja". O soldado dispara sua metralhadora diversas vezes e grita palavrões em inglês. O instrutor, então, ordena o soldado que xingue ainda mais alto.