O vice-governador de Alagoas, Geraldo Sampaio, candidato do PDT ao governo do Estado, chamou o ex-presidente Fernando Collor de Mello de ?biguzeiro?, ao criticar o apoio do ex-presidente à candidatura do ex-ministro Ciro Gomes à presidência da República, pelo PPS. Em um comício na cidade do Pilar, domingo á noite, e em entrevista a TV Pajuçara, hoje pela manhã, Collor pediu votos e declarou apoio a Ciro. ?Quando a campanha do Ciro estava lá em baixo, Collor dizia que não tinha candidato a presidente, quando o nosso candidato dispara nas pesquisas, ele decide pegar bigu (carona) no sucesso do projeto da Frente Trabalhista?, comentou Sampaio, que é presidente diretório regional do PDT de Alagoas e faz parte da executiva nacional do partido.

Sampaio é ligado politicamente ao ex-governador do Rio Leonel Brizola, com que esteve na semana passada. Ele lamentou que partidos que fazem parte da Frente Trabalhista, como o PPS e PTB  estejam participando, em Alagoas, da coligação de Collor, que é candidato ao governo pelo PRTB. Além desses três partidos, outros dois partidos fazem parte da coligação ?collorida?: PFL e PPB.

A executiva nacional do PTB aceitou a coligação com Fernando Collor, mas a executiva nacional do PPS entrou com um pedido de anulação da ata da convenção do PPS de Alagoas, que decidiu fazer parte da coligação do ex-presidente. O pedido de anulação foi feito ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AL), com 11 minutos de atraso, mas o juiz relator, Fernando Tourinho Filho, até agora não decidiu a questão.