Na próxima quinta-feira, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) promove, em Curitiba, uma palestra de divulgação da campanha pela simplificação da linguagem jurídica, na Faculdade de Direito da PUC, às 19h30.

A palestra será proferida pelo professor Pasquale Cipro Neto, que dá aulas de português desde 1975 e é consultor de língua portuguesa do departamento de jornalismo da Rede Globo. Ele também é idealizador e apresentador do programa Nossa Língua Portuguesa, transmitido pela Rádio Cultura AM e pela TV Cultura.

O evento vai contar com a participação do presidente da AMB, juiz Rodrigo Collaço, e da diretoria da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar). Para ele, o uso de uma linguagem mais clara e objetiva é necessário para uma melhor prestação jurisdicional e aproximação entre os agentes de Direito e a população.

Por isso, a associação criou essa campanha, lançada inicialmente em agosto no Rio de Janeiro e que agora chega ao Paraná. A idéia é substituir termos rebuscados por expressões mais simples e de fácil entendimento.

O professor Pasquale afirma que, apesar de a ciência jurídica possuir uma linguagem mais complexa, já que necessita de um raciocínio bastante elaborado, em diversos casos, o vocabulário pode ser substituído com ganho de compreensão pela população.

?Não estamos propondo uma troca da nomenclatura técnica. Temos que nos preocupar com a comunicação entre a Justiça e o povo. Moramos em um país de analfabetos, onde menos de 25% das pessoas entendem o que lêem?, analisa. ?Temos de ter humildade. No lugar dessa verborragia, o profissional tem de entender que sua mensagem deve ser clara, ter nexo, sem nunca dar margem à ambigüidade. A beleza está na simplicidade?, defende.