O Samu Curitiba recebeu nove equipamentos novos, que serão usados nas cinco ambulâncias que possuem UTIs móveis. São quatro oxímetros, uma incubadora e quatro disfibriladores. Curitiba é a primeira cidade do país com o serviço SAMU a receber os equipamentos. A entrega foi feita nesta sexta-feira pela coordenadora do Serviço de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde, Irani de Moura.

Segundo o coordenador municipal do Serviço de Urgência e Emergência, médico Matheos Chomatas, além de receber antes os novos equipamentos, Curitiba vai ser servir de referência para testagem dos aparelhos. "O padrão de atendimento da central de telefonia e da central de regulação do Samu da capital também serão referência para o restante do país", informou o médico.

O Samu Curitiba funciona desde junho de 2004, com 11 ambulâncias, das quais cinco têm UTIs móveis e são integradas às unidades de saúde 24 Horas. O serviço tem feito em média 2 mil atendimentos por mês. Perto de 2 mil ocorrências mensais são registradas pelo Siate, serviço que passou a funcionar vinculado ao Samu. De agosto a dezembro do ano passado, os dois serviços atenderam juntos a 18.133 ocorrências.

Depois de Curitiba, o Ministério da Saúde vai fazer a entrega dos equipamentos das UTIs móveis para as demais cidades do país que têm o serviço Samu. No total, serão 131 incubadoras, perto de 300 oxímetros – aparelhos que medem a oxigenação do corpo – e a mesma quantidade de disfibriladores, usados em pacientes com parada cardio-respiratória. Todos os profissionais do Samu serão capacitados para operar os equipamentos.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência funciona 24 horas por dia, com 11 ambulâncias. São 188 profissionais atuando no serviço – 30 médicos na Central de Regulação, 50 médicos nas ambulâncias dotadas de UTI móvel, 78 auxiliares de enfermagem, 30 enfermeiros, 12 rádio-operadores e 72 motoristas. Os chamados, tanto do Samu como do Siate podem ser feitos pelo telefone 192.

O Samu faz o atendimento pré-hospitalar em casos clínicos graves, acidentes com traumas ou emergências de natureza psiquiátrica que ocorram em casa, no trabalho ou em vias públicas. Integra o sistema municipal de atendimento às urgências, formado pelas cinco unidades de saúde 24h, 12 ambulâncias do Siate, outras 30 da Central de Ambulâncias e os hospitais de Clínicas (HC), Pequeno Príncipe, Cajuru, do Trabalhador e Evangélico.

As ambulâncias com UTIs móveis fazem o transporte inter-hospitalar de pacientes com risco de vida conhecido e o atendimento pré-hospitalar de pacientes com risco de vida desconhecido que não precisam de intervenção médica no local. As ambulâncias básicas atendem e transportam pacientes de alto risco em emergências pré-hospitalares e/ou transporte inter-hospitalar dos que necessitam de cuidados médicos intensivos.

O que é o SAMU

  • Serviço público de ajuda médica de urgência que atende 24 horas por dia.
  • Acionamento fácil e gratuito pelo público, através do número 192.
  • Garante auxílio médico e internações hospitalares a todo cidadão brasileiro.
  • Responde a todo tipo de chamado, no menor tempo possível: desde um conselho médico ao atendimento de uma catástrofe.
  • Garante o transporte do paciente até o hospital mais próximo ou o indicado pelo cidadão e seus familiares.

Quando chamar

  • Na ocorrência de problemas cardio-respiratórios;
  • Em casos de intoxicação, trauma ou queimadura;
  • Na ocorrência de maus tratos;
  • Em trabalhos de parto;
  • Em crises hipertensivas;
  • Em acidentes com vítimas;
  • Em casos de choque elétrico;
  • Em acidentes com produtos perigosos;
  • Na transferência de doentes de uma unidade hospitalar para outra.

Como chamar

  • Se você identifica uma situação de urgência, disque 192. Este número é gratuito, não exigindo o uso de cartões telefônicos.
  • Identifique-se e diga qual é o problema que está ocorrendo com o paciente.
  • Forneça endereço completo, indicando pontos de referência de como chegar mais rapidamente.
  • Em caso de trauma, identifique quantas vítimas têm no local, se existe alguma presa nas ferragens, o estado de consciência das mesmas e como e o que de fato ocorreu. Siga os conselhos orientados pelo médico regulador, enquanto aguarda a chegada do socorro.