Curitiba (AE) – A família do empresário curitibano Marcos Luszczynski, de 32 anos, desaparecido desde o dia 5, quando iniciou a escalada do Mont Blanc, na França, quer que um amigo viaje a Chamonix, onde fica a montanha, para não deixar que as buscas sejam suspensas enquanto não houver uma informação mais precisa. De acordo com a mãe de Marcos, Isabela, a passagem já está reservada, mas ainda falta levantar um pouco mais de recursos. "Acordei na manhã de hoje com a imagem de que alguém precisaria ir para lá", disse. "Eu sinto que ele está vivo, talvez esteja machucado e precisando de ajuda." As informações do capitão Stéphane Bozon, da Polícia de Alta Montanha de Chamonix, são de que ele comprou equipamentos e bastante comida. "Ele sempre se alimentou bem, é vegetariano, mas a preocupação é saber se tem água", argumentou a mãe.

Marcos é empresário e instrutor de segurança em torres e plataformas altas. Pratica montanhismo desde os 15 anos, mas tem no currículo apenas uma montanha coberta com gelo – a argentina Aconcágua, com 6.962 metros, em 1996. A mãe acredita que ele vencerá também o Mont Blanc, de 4.800 metros. "Ele se saiu superbem", disse. Segundo ela, para a nova aventura Marcos se preparou. "Sempre foi muito cauteloso com tudo o que faz", atestou. Se optou por iniciar a subida, mesmo considerando que essa não é uma época comum de escalada, Isabela acredita que ele tinha convicção de que não havia risco.

Mais velho de uma família com cinco filhos, deixou em casa a mulher Valéria e um filho de pouco mais de um ano. "Aprendi com ele que o pensamento bom só traz coisas boas, por isso não vou perder a confiança nunca", afirmou a mãe. "Está doendo bastante e às vezes é difícil segurar, mas eu acho que nós ainda vamos rir muito disso." O último contato foi no dia 4, quando Marcos mandou um e-mail falando que no dia seguinte iniciaria a subida. No dia 7 deixou um recado na parede de um refúgio para alpinistas, a 3.800 metros de altura, agradecendo a Deus por estar vivendo um "momento mágico". É a última pista dele.