O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, sugeriu hoje, na Guatemala, que se inicie o mais rápido possível, as negociações para a formação de um tratado de livre comércio entre o Mercosul e a América Central. A proposta foi feita durante a reunião de chanceleres do Sistema de Integração Latino-Americano (SICA). O primeiro passo para viabilizar a negociação é o processo de consultas internas.

A SICA é integrada pelos países da América Central – El Salvador, Honduras, Nicarágua, Guatemala, Costa Rica, Panamá ? e Belize. A República Dominicana participa como observadora do bloco. O Mercosul é formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Bolívia, Chile e Peru são associados

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, o interesse brasileiro pela integração latino-americana é prioridade na política externa brasileira e está associado ao fato de o Brasil assumir, no início de julho deste ano, a presidência semestral do Mercosul. Atualmente a presidência do bloco é exercida pela Argentina.

Esta foi a primeira visita de um chanceler brasileiro à Guatemala. O ministro Celso Amorim tratou com os demais chanceleres sobre programas de inclusão social e cooperação internacional para o combate à pobreza; comércio, investimentos e inserção competitiva na economia internacional; processos de integração regional; fortalecimento do multilateralismo; e cooperação em áreas como administração pública, desenvolvimento sustentável e combate a ilícitos transnacionais.