O técnico do Milan, Carlo Ancelotti disse desejar treinar a seleção italiana quando expirar seu contrato com o clube.

"Alguns anos a mais no Mila e então, quando (o técnico da seleção) Roberto Donadoni encerrar seu contrato, eu gostaria de treinar a seleção nacional", informa a edição de hoje do diário italiano Gazzetta dello Sport.

O atual contrato de Ancelotti com o Milan tem duração até 2008.

Donadoni substituiu Marcello Lippi no comando da seleção da Itália em julho, quando o treinador deixou a equipe após liderá-la no tetracampeonato da Copa do Mundo, na Alemanha.

O Milan é o quinto colocado na Série A do Italiano depois de iniciar a competição com oito pontos negativos na classificação como punição pelo envolvimento de dirigentes do clube no escândalo de manipulação de resultados no país e recebe o Bayern de Munique no dia 3 de abril pela Liga dos Campeões.

"Os alemães são muito musculosos. Talvez eles não tenha, tanta qualidade", disse Ancelotti à Gazzetta. "Se eles usarem sua força física, nós teremos que usar nosso jogo técnico. Certamente, para ganharmos esse confronto, nós teremos de melhorar nosso passe.