Apenas um terço das áreas de exploração e produção de petróleo leiloadas hoje (19) pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) foram vendidas na primeira etapa da quarta rodada de licitações do setor, que termina amanhã (20), com a oferta de mais 16 blocos. Mas, apesar do encalhe de 24 das 38 áreas leiloadas, a ANP considerou o resultado satisfatório, com uma arrecadação de R$ 44,2 milhões e estimativa de investimentos de US$ 470 milhões para exploração dos blocos.

O leilão selou estréia no Brasil de quatro empresas do setor: a americana Newfield, a canadense Dover, a portuguesa Partex e a australiana BHP Billinton. A licitação foi marcada pela forte presença de companhias de menor porte, chamadas de independentes, e a ausência das gigantes do setor – além da Petrobras, apenas a Shell participou.