Brasília – Cento e quarenta a quatro operadoras de plano de saúde tiveram o registro de funcionamento suspenso pela Agência Nacional de Vigilância Suplementar (ANS). A decisão foi tomada por que as operadoras não enviaram à ANS os documentos necessários para continuarem funcionando. O prazo para a regularização terminou em 23 de dezembro de 2005.

De acordo com a ANS, os usuários não devem ser prejudicados com a medida. As operadoras continuam responsáveis por atender os usuários até vender a carteira ou transferi-la, passando assim os clientes a outro plano de saúde. O prazo para que essas alterações sejam feitas é de 30 dias.

A ANS ainda não tem dados de quantas pessoas são atendidas atualmente pelas 144 prestadoras. A maioria dos usuários é composta por moradores de São Paulo, estado onde foram suspensos os registros de 40 operadoras. Em seguida vem o Paraná com 16 prestadoras e o Rio de Janeiro, com 13.

Os usuários que não forem atendidos normalmente pelos planos de saúde podem ligar para o Dique ANS – 0800 701 9656. A lista completa das operadoras canceladas está no site www.ans.gov.br.