A anulação do pacto de acionistas da Sanepar, concedida pelo juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, Luiz Osório Moraes Panza, tem efeito direto sobre a manutenção da Tarifa Social da empresa. Considerada um dos maiores programas sociais do governo do Estado, a Tarifa Social da Sanepar beneficia atualmente mais de 1 milhão de paranaenses.

Segundo o presidente da Sanepar, Stênio Jacob, a anulação do pacto vai garantir a política social da empresa. “Desde que assumiu, o governador Roberto Requião vem sustentando, de forma firme e determinada, um posicionamento que visa garantir uma política voltada para o interesse da população. E em nenhum momento restava dúvidas de que esse interesse haveria de prevalecer”, afirma.

Para Jacob, a decisão vai garantir, também, que a Sanepar cumpra seu plano de investimentos. Em junho deste ano, a diretoria da empresa anunciou que vai investir R$ 1 bilhão e 755 milhões de reais até 2006. Serão 660 empreendimentos em todo o Estado, gerando 186 mil empregos diretos e indiretos.

“Esses megainvestimentos vão permitir que a Sanepar continue sendo modelo nacional em saneamento básico e em saúde para a população. E a população está acompanhando nossa luta para investir nas políticas de saneamento, de acordo com a orientação do governador Requião”, enfatiza Jacob.