Rio – Um dos mais antigos militantes de esquerda do país, Apolônio de Carvalho, morreu no fim da tarde de hoje (23), aos 93 anos. Desde quarta-feira (21) ele estava internado na Casa de Saúde Portugal, na zona Norte da cidade, por causa de uma infecção respiratória.

Comunista desde a década de 30, Apolônio de Carvalho foi um dos fundadores do PT e participou das principais lutas políticas do século passado no Brasil e no exterior.

Nascido em Mato Grosso do Sul, Apolônio serviu ao Exército brasileiro no fim do século XIX; foi voluntário nas Brigadas Internacionais da Guerra Civil Espanhola, combatendo o fascismo entre 1937 e 1939; e, na França, foi coronel da Resistência na luta contra o nazismo durante a 2ª Guerra Mundial.