Quarenta e oito pessoas passaram mal depois de um jantar na Escola Técnica Agrícola Edson Galvão, em Itapetininga, no interior de São Paulo. Elas tiveram dor de cabeça, vômitos e diarréia e precisaram ser atendidas na Santa Casa de Misericórdia de Itapetininga.

A diretoria da escola afirma todos comeram arroz, feijão, carne moída com batata e cenoura e salada verde. A Vigilância Sanitária do município acredita que algum dos alimentos pode ter sido contaminado por bactéria, causando a intoxicação. O órgão avalia também a possibilidade de um surto de rotavírus. Amostras da comida serão analisadas pelo Instituto Adolfo Lutz de Sorocaba.