Foto por: Pierre-Philippe Marcou

Argélia e Eslovênia, as duas equipes mais fracas do Grupo C, no qual os favoritos são Inglaterra e Estados Unidos, se enfrentam daqui a pouco em Polokwane (08h30 no horário de Brasília). Os dois países precisam vencer para ter alguma chance de chegar às oitavas.

Ambas as seleções se qualificaram para a África do Sul na repescagem. Os argelinos surpreendentemente eliminaram o Egito, tricampeão africano, enquanto os eslovenos tiraram a vaga da Rússia.

Os Raposas do Deserto de Rabah Saadane voltam à Copa do Mundo depois de 24 anos de ausência, e os eslovenos jogarão pela segunda vez; a primeira foi em 2002, estreia depois do desmembramento da Iugoslávia e da independência em 1991.

Os argelinos apostam na criatividade de Ziani, conhecido pela velocidade. Saadane surpreendeu os torcedores ao deixar fora do time titular o veterano Yazid Mansouri, finalista na Copa da Inglaterra com o Portsmouth, e o novo capitão será Anthar Yahia, que na sexta-feira deu um verdadeiro susto nos Raposas com uma lesão no joelho.

“Jogamos sempre como se fosse uma final de Copa. Vamos compensar as carências técnicas com a mesma sede de vitória que mostramos nas eliminatórias”, disse Saadane, que já foi técnico da seleção cinco vezes; em 2010, ele ficou em quarto na Copa da África.

Saadane acredita que a Inglaterra do técnico italiano Fabio Capello é a favorita do grupo, então vai apostar todas as suas fichas no encontro contra a Eslovênia, para depois pegar os Estados Unidos de Bob Bradley.

“Faremos o possível para bater a Eslovênia. A primeira partida é muito importante”, declarou o volante Hassan Yebda, uma das principais figuras da Argélia. “A Inglaterra é uma seleção muito forte e por isso pretendemos terminar em segundo”, conclui, conformado, o zagueiro Matej Mavric.

– Prováveis equipes –

Argélia: Chaouchi – Yahia (cap.), Halliche, Bougherra – Kadir, Lacen, Ziani, Yebda, Belhadj – Matmour, Djebbour (ou Ghezzal)

Técnico: Rabah Saâdane (ALG)

Eslovênia: S. Handanovic – Brecko, Cesar, Suler, Jokic – Birsa, Koren (cap.), Radosavljevic, Kirm – Ljubijankic (ou Dedic), Novakovic

Técnico: Matjaz Kek (SLO)

Árbitro: Carlos Alberto Batres (GUA)