A Argentina vai controlar a importação de carne suína do Brasil para atender os produtores locais. Eles alegam que os exportadores brasileiros fazem dumping (venda do produto abaixo do preço de custo). A informação é de Juan Uccelli, presidente da Associação Argentina de Produtores de Suínos (AAPP)

Um porta-voz da Secretaria de Agricultura disse que o monitoramento – via registro de importação – ainda não foi oficializado, mas está no estágio final de implementação. Os importadores serão obrigados a registrar todo produto suíno do Brasil que entrar na Argentina

"Pedimos que o governo proibisse todas as importações, mas ele preferiu algo entre o que queríamos e o que os importadores pediam", disse Uccelli

A interferência da Argentina no fluxo de comércio de produtos agrícolas é sistemática. Em dezembro o governo suspendeu os registros de exportação de milho e trigo da nova safra depois de uma corrida dos exportadores pelos embarques. Segundo o secretário de Agricultura, a suspensão é temporária

A Argentina importou 18 mil toneladas de carne suína em 2006, 90% das quais proveniente do Brasil, segundo dados fornecidos por Uccelli. No período o país produziu 270 mil t do produto.