A Arquidiocese de São Paulo anunciou para hoje (15), às 13 horas, um ato ecumênico contra a violência e de apoio e solidariedade aos familiares das vítimas dos ataques ocorridos desde a noite da última sexta-feira (12). O ato será celebrado na Catedral da Sé, no centro da capital, e reunirá dirigentes das pastorais sociais da igreja, inclusive da Pastoral Carcerária, ministros de diferentes religiões e membros de entidades de defesa dos direitos humanos.

O padre Valdir João, coordenador da Pastoral Carcerária em todo o estado, disse que talvez a audiência não seja a que a atual crise pediria, em função "da falta de transportes e do medo das pessoas de andar na rua hoje", mas ressaltou que sua pastoral "defende acima de tudo a vida e a paz, contra qualquer forma de violência. O que está acontecendo é uma briga entre o crime organizado e o governo do estado".