A assembléia convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Ação Social (Sindprevs) para amanhã (16), vai avaliar o acordo feito pelos representantes da categoria com o Governo Federal, para acabar com a greve que dura 74 dias.

Segundo a presidente do Sindiprevs, Jaqueline de Gusmão, tudo indica que os servidores concordarão em voltar ao trabalho nesta semana, mas isso só ficará decidido com a votação de todos. Para a diretora, a grande vitória do movimento é a negociação que será feita de outubro deste ano até julho de 2006, que vai garantir a implantação do Plano de Cargos e Salários ainda neste governo.

Sobre o que está sendo proposto pelo governo no que diz respeito às gratificações por desempenho – de 60% dos R$ 140 milhões a serem destinados ao reajuste para os servidores na ativa e os outros 40% divididos entre ativos e aposentados – a diretora disse que não era o que a categoria pretendia, mas já é um avanço.

A Superintendência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Paraná aguarda um comunicado oficial do sindicato para se preparar para a volta ao trabalho e traçar um plano de ampliação do horário de atendimento nas agências.

A adesão ao movimento no estado foi de 20% da categoria. De acordo com a Assessoria de Comunicação Social, de um total de 1.654 funcionários, 340 não estão trabalhando. Das 52 agências do Paraná, 28 atendem parcialmente a casos de urgência e 24 funcionam normalmente.