O assessor do ministro da Fazenda, Antonio Palocci, Juscelino Dourado, está depondo na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos desde as 14h20. Ele disse que é responsável pela agenda do ministro e que assuntos relacionados à empresa de informática Gtech nunca foram tratados na pauta de trabalho de Palocci.

Juscelino Dourado afirmou que, apesar de ser afilhado de casamento do ex-advogado da Gtech Rogério Buratti, nunca discutiu com ele questões relacionadas à empresa.

Sobre o dinheiro doado pela empresa Leão Leão à campanha do PT à prefeitura de Ribeirão Preto, Dourado disse que foi todo declarado. "A empresa fez uma doação legal. O ministro sempre foi muito rigoroso com a questão financeira das suas campanhas", afirmou.

Quanto ao suposto do pagamento de mesada na prefeitura de Ribeirão Preto, Juscelino Dourado disse que não tem conhecimento, nem acredita que isso tenha realmente acontecido.