Pelo menos 25 pessoas morreram e 55 ficaram feridas em ataques coordenados nesta terça-feira (26) com carros-bomba em Bagdá, informaram médicos do hospital Yarmouk, para onde foram levadas as vítimas. Os ataques ocorreram em um bairro misto de sunitas e xiitas no oeste de Bagdá.

Também hoje, o Exército dos EUA informou que mais seis de seus soldados foram mortos nas últimas horas no Iraque, elevando o número de baixas fatais americanas no país desde o início da guerra para pelo menos 2.978.

No centro da capital, uma bomba explodiu num mercado de rua, matando quatro pessoas e ferindo outras 15. Os explosivos estavam escondidos num aparelho de CD deixado em uma loja de conserto de eletrônicos, segundo a polícia. O homem que deixou o aparelho na loja saiu do local momentos antes da explosão.

A polícia também informou que a explosão de bombas colocadas na beira de uma estrada num bairro da zona leste da capital atingiu uma patrulha policial, matando quatro policiais e ferindo outras 12 pessoas.

Em Kirkuk, 290 km ao norte de Bagdá, outra bomba colocada na beira de uma estrada matou três civis – entre eles uma menina de oito anos – e feriu outras seis pessoas.