A atriz Irma Alvarez, de 73 anos, morreu hoje pela manhã no Hospital do Câncer IV, em Vila Isabel, na zona norte do Rio, Unidade de Cuidados Paliativos do Instituto Nacional de Câncer (Inca). Ela tinha câncer nos pulmões e estava internada desde dezembro

De acordo com a assessoria de imprensa do Inca, o hospital é "responsável pelo atendimento a pacientes portadores de câncer avançado, sem possibilidades de cura". Irma morou em Miami (EUA) e voltara ao Brasil em novembro, para se tratar. Viúva, teve uma filha e dois netos

Ela trabalhou no teatro, no cinema e na televisão, principalmente nas décadas de 60 e 70. Foi vedete no Teatro Municipal e atuou em cinco novelas da TV Globo e 40 filmes. O último foi "O Viajante" (1999), do cineasta Paulo Cesar Saraceni

O corpo será cremado amanhã, no cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na zona portuária do Rio. Irma Alvarez nasceu na Argentina e veio para o Brasil na década de 50. Ela foi considerada uma das "Certinhas do Lalau", mulheres de corpo bonito eleitas pelo escritor e jornalista Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta, colunista do jornal "Última Hora"