O governo da Austrália declarou ‘guerra’ a condenados por violência doméstica contra mulheres e crianças e vai negar visto e expulsar turistas que estiverem no país nestas condições. A medida entrou em vigor no dia 28 de fevereiro. A lei valerá para todos os condenados, independente do lugar de origem, de onde o crime foi cometido e qual sentença foi dada ao réu.+ Viu essa? Homem é preso após agredir a esposa no Dia Internacional da MulherSegundo a revista Viagem e Turismo, a nova medida junta-se à lei que proíbe a entrada no país de pessoas condenadas a mais de um ano de prisão. No processo de pedido de visto, o interessado precisa apresentar histórico criminal com antecedentes. De acordo com o ministro australiano de imigração, David Coleman, a Austrália terá tolerância zero com violência doméstica. “Se você foi condenado de um crime violento contra mulheres ou crianças, não é bem-vindo neste país”, diz o comunicado.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Até mesmo estrangeiros que residem no país estão sendo expulsos. A lei, de acordo com a nota emitida, faz parte do plano de diminuir crimes relacionados à violência doméstica em território australiano.

Incêndio de grandes proporções atinge empresa na Grande Curitiba