Disposta a não perder terreno para a concorrência, a Audi tem procurado ocupar cada nicho de mercado no Brasil.

E dentro dessa intenção, a montadora alemã lança o A5 Sportback no País. O A5 Sportback, é uma variação quatro portas do cupê esportivo que promete versatilidade para uso familiar.

O modelo, que mistura linhas de um cupê ao perfil de um “notchback” (ou “liftback”, uma vez que o vidro traseiro sobe junto com a tampa), chega em versão única de motorização. Trata-se do conhecido motor 2.0 TFSI turbocomprimido com injeção direta de combustível. Com o fôlego extra, o propulsor entrega 214 cv de potência e 36 kgfm de torque a partir de 1.500 rpm.

Acoplado a um câmbio de variação contínua Multitronic de 8 marchas (com borboletas no volante) e com tração dianteira, o quatro cilindros da Audi garante bom desempenho associado a um patamar de preço aceitável: R$ 189 mil, com apenas o som da dinamarquesa Bang & Olufsen como opcional de R$ 4 mil.

Em matéria de desempenho, o cupê não se ressente da falta de um motor maior. De acordo com a Audi, o A5 Sportback leva 7,4 segundos para arrancar da imobilidade e chegar aos 100 km/h, com velocidade máxima de 235 km/h.

Como bom carro de alto luxo, o A5 Sportback reúne inúmeros equipamentos de série, como ar-condicionado digital com duas zonas de ajuste, trio elétrico, direção assistida, bancos elétricos dianteiros, sistema de som com entradas auxiliares e viva-voz Bluetooth administrado por uma tela de LCD de 6,5 polegadas, faróis de xenônio e controle de cruzeiro. Além de esperados itens de segurança, como “airbags” frontais e laterais dianteiros, freios ABS com EBD e controles eletrônicos de estabilidade e de tração.

Tudo isso com um acesso mais fácil ao banco traseiro que o oferecido pelo A5 cupê e com um porta-malas de 480 litros. De acordo com a montadora alemã, o A5 Sportback reúne “o melhor de três mundos” ou seja, é “um carro três em um”: tem aparência de cupê, conforto de sedã e praticidade de “station wagon”.