Dois nomes, Citroën e Lacoste, com uma visão em comum: cultivar a audácia, a criatividade e o otimismo.

Foi desta comunidade de valores que nasceu o Concept Citroën Lacoste. Emblema de um estado de espírito, de um modo de vida e de uma postura requintada, este carro torna-se uma referência evidente ao mundo do lazer e do prazer.

Atração no estande da Citroën no Salão de Paris deste ano, ele privilegia uma abordagem simplificada do automóvel para chegar ao indispensável, sem esquecer o requinte, e permite abordar a existência com uma leveza e um frescor irresistíveis.

Decidida e intrinsecamente, o novo conceito se posiciona no cruzamento do mundo automobilístico com o da moda e do esporte. Chique na sobriedade, elegante na descontração, este carro apresenta logo ao primeiro olhar a morfologia de um carro esportivo fora de série: linha de cintura alta, pára-lamas volumosos e com textura, balanço mínimo, rodas nas quatro extremidades da carroçaria e aros de rodas com imagem de bolas de golfe são seus adornos.

Depois, seu aspecto muito aberto chama a atenção. Ele promete favorecer claramente as sensações ao dirigir, porém mantendo inventividade e elegância. O “concept car” da Citroën oferece a possibilidade de abaixar completamente o pára-brisa até seu total desaparecimento – nesta configuração, ele se encaixa exatamente com as linhas do capô.

À sua maneira, o carro destaca o conceito muito atual de realidade aumentada, dentro do qual a percepção do mundo assume uma nova acuidade, como se as sensações fossem exacerbadas. O Citroën Lacoste opta por um motor a gasolina de três cilindros com performances adequadas para mover um veículo de seu gabarito e de seu peso.