A alta no preço da gasolina, que em 2015 foi de 8,9%, na estimativa do Banco Central, faz do consumo um quesito mais relevante na hora de escolher um veículo. E, para saber quais são as opções mais econômicas do mercado, os consumidores contam com uma ferramenta das mais úteis: o teste de eficiência do Inmetro, que aponta os índices de gasto de combustível e emissões de poluentes dos carros vendidos no país. Veja uma lista com os dez flexíveis com os melhores desempenhos, seja na cidade ou seja na estrada:

up! TSI 1.0

O carro que inaugurou uma nova era para os motores turbo no Brasil é também o compacto mais econômico do mercado. Conforme dados do Inmetro, quando abastecido com etanol, o up! TSI nas versões Move, High e Speed faz 9,6 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada. Com gasolina, a performance é de 13,8 km/l e de 16,1 km/l, respectivamente.

Uno 1.4

Quando passou pela sua última reformulação, em 2014, o Uno teve como principal novidade a configuração Evolution, que inovou ao trazer o sistema start/stop, que liga e desliga o carro automaticamente. E o resultado foi uma das melhores médias de gastos: foram 8,9 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada, com etanol; e 12,9 km/l e 15,1 km/l, com gasolina.

Clio 1.0

Prestes a sair de cena para dar lugar ao Kwid – novo carro de entrada da marca previsto para estrear em outubro -, o Clio se mantém firme entre os modelos com as melhores médias da categoria. Com etanol, a versão Authentique chega aos 9,5 km/l na cidade e 10,7 km/l na estrada. Já com gasolina, a quilometragem é de 14,3 km/l e 15,8 km/l, respectivamente.

up! 1.0

Embora a configuração mais potente do 1.0 da modelo da Volks seja a com o melhor aproveitamento do segmento, a equipada com a motorização aspirada não fica atrás. Nos testes, o up! alcançou 9,2 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada com etanol. Com gasolina, os número foram 13,5 km/l e 14,6 km/l.

Ka 1.0

A terceira geração do modelo de entrada da Ford se destacou na época de lançamento, em 2014, por vir de fábrica com itens que antes eram opcionais, como ar-condicionado e direção elétrica. Mas o menor índice de consumo também chamou a atenção. A performance é de 8,9 km/l na cidade e 10,4 km/l na estrada, com etanol; e de 13 km/l e 15,1 km/l, com gasolina.

March 1.0

O carro de entrada da marca japonesa tem um dos dez melhores resultados para o segmento. As versões S e SV, com motor 1.0, renderam 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada, com etanol; e 12,9 km/l e 15,1 km/l, com gasolina. Conforme a marca, a previsão é que o compacto ganhe uma opção com câmbio CVT ainda neste ano anteriormente, ela estava marcada para o fim de 2015.

Pal,io Fire 1.0

O carro mais barato da Fiat é também o 1.0 mais econômico da marca. O Palio Fire ostenta uma das melhores colocações no ranking, com uma média de 8,8 km/l na cidade e 10,3 km/l na estrada, com álcool; e de 12,3 km/l e 15 km/l, na gasolina. O modelo, no entanto, está de saída: no lugar dele, a Fiat anunciou a chegada do Mobi, que deverá estrear em abril.

HB20 1.0

O modelo de entrada da Hyundai não está apenas na lista dos mais vendidos (atualmente é o segundo carro mais emplacado do país), mas também na dos mais econômicos. O Inmetro aponta que o HB20 1.0 registra um consumo médio de 8,5 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada com etanol; e de 12,5 km/l e 14,1 km/l, com gasolina.

Fox 1.0

Primeira versão do hatch a receber o motor 1.0 de três cilindros, a Bluemotion, é a que possui os melhores resultados de aproveitamento de combustível. De acordo com o Inmetro, o carro obteve um resultado de 8,8 km/l para a cidade e de 9,9 km/l para a estrada com o combustível vegetal; e de 12,7 km/l e 14,4 km/l no derivado de petróleo.

Etios 1.5

O compacto da fabricante japonesa também se sai bem no ranking dos veículos com motorização flexível que menos ‘bebem’. O Etios 1.5 com carroceria hatch quando abastecido com etanol faz 8,5 km/l na cidade e 9,5 km/l na estrada. Na gasolina, a média foi de 12,2 km/l e 13,8 km/l, respectivamente.