A Fiat volta a exportar para a Europa a picape Strada fabricada no Brasil, mas com motor a diesel, também produzido por aqui. O novo Fiat Strada está sendo produzido na planta de Betim, em Minas Gerais, para abastecer as concessionárias Fiat na Itália.

Com a nova versão a Fiat pretende reconquistar o segmento das picapes pequenas, muito pouco concorrido no velho continente. A montadora exportará as primeiras unidades da picape ao mercado europeu em sua versão mais moderna. Até agora eram enviadas as versões anteriores à reestilização, bem mais simples e carentes de equipamentos.

Inicialmente a Strada será comercializada apenas na Itália, em três versões: Working, Trekking e Adventure, com cabine simples, cabine estendida e cabine dupla. Todas elas serão equipadas com motor 1.3 Multijet de 95 cv de última geração, que melhora as prestações do propulsor antigo JTD, de 85 cv, sem consumir mais combustível. A caixa de câmbio é única, manual de cinco marchas, sendo que nas versões Adventure inclui o diferencial E-Locker.

Para o mercado europeu, a Strada será oferecida com motor diesel, também produzido no Brasil. Apesar de usar tecnologia brasileira, ainda não há previsão de lançamento desse propulsor por aqui, pois é proibido para carros pequenos que não têm alavanca 4×4 e depende de aprovação do Congresso.

Mas o destaque é a Strada Working, que agora pode ser encontrada com cabine dupla e capacidade para transportar entre 630 e 705 kg de cargas. O modelo, que possui PBT de 1.915 kg, pode rebocar até 1 tonelada. A Strada será comercializada a partir de (antes de impostos) € 12.900 para a versão Working Cabine Simples.